13.2.05

No Trapézio

A nova proposta de António Aurélio Fernandes, como modelo para parte das publicações, é esta:
Colocamos um problema geométrico para ser resolvido por quem quiser pensar nisso e, caso saibamos ou aprendamos a resolvê-lo entretanto, passados oito dias, publicamos alguma resolução nossa ou que nos seja proposta.

Escrevam comentários ou enviem-nos resoluções (com o cinderella, gsp, cabri,... ou de papel). É claro que aceitamos que nos proponham desafios.
[O Eduardo Veloso perguntava-me recentemente, a propósito das intenções deste "blog", que exercícios não sabia eu resolver. São tantas as minhas dificuldades em Geometria, acrescidas da dificuldade das abordagens com os computadores!... Eu nem consegui ainda fazer uma simples "cindy-roulette (?)" para a ciclóide que ele propôe no seu livro Geometria  (já citado em vários artigos), imaginem bem! E não estou sozinho, ... digo eu.]
Prometo que tentaremos resolver o que nos propuserem, pedir ajuda ou declararmo-nos derrotados, sempre que for caso disso. E não é pouco. Falem com a geometria. Sugiram ligações. Aceitamos todas as sugestões e conselhos.



A primeira proposta de trabalho é a construção de um trapézio conhecidos os seus lados. E mais: Que condições devem ser satisfeitas por quatro segmentos para que haja um trapézio que os tenha por lados? [Para que 3 segmentos sejam lados de um triângulo, basta que verifiquem aquela condição de cada um deles ser menor que a soma dos outros dois. E aqui?]




Casimiro e Mariana Sacchetti fizeram uma bela construção que nos enviaram.

Parabéns aos dois.


Nós transformámos a proposta em exercício interactivo para ser resolvido com poucas ferramentas - ponto, recta a passar por dois pontos, compasso. Mantemos o balão de bd com o "?" para o caso de querer sugestões ou para ver a construção passo a passo, bem como a "<-" de voltar atrás em algum passo. Esperamos que goste.
Comentários? Diga-nos se correr mal. Diga-nos se correr bem.


Há um ano atrás, colocámos aos alunos do 10º ano, o problema de construir em verdadeira grandeza, o polígono que se obtinha quando se cortava um cubo por um determinado plano. Tratava-se de determinar a secção e construir   um certo trapézio isósceles . Fez-se então uma pequena reflexão a respeito do assunto (e do uso a dar ao papel quadriculado) que se pode reviver agora. O problema que ora propomos é o mais geral.

4 Commentários:

Anonymous Anónimo escreveu...

Já está resolvido.
E mais, para se construir um trapézio dados os quatro lados é necessário que o maior seja menor que a soma dos outros três.Será suficiente?
A resolução segue em anexo.
Mariana

7:54 da tarde  
Blogger Arselio Martins escreveu...

Não recebi o anexo. Fico à espera. E o nosso novo companheiro de construções - Casimiro - edstá de acordo com a tua resolução construtiva?

Temos de realizar um encontro de Cindcerella's fun fans, um dia destes, sobre "exercícios interactivos".

3:03 da tarde  
Blogger deivid escreveu...

preciso desesperadamente de aprender geometria,gostaria que alguem me desse nocoes basicas sobre o assunto,ou onde procurar

1:31 da tarde  
Blogger Antonio Aurelio escreveu...

A Geometria é muitíssimo vasta e tem variadas faces. O que lhe interessa exactamente? Claro que não pode ser TUDO - isso ninguém sabe.
Qual o nível de conhecimentos que tem actualmente?
Se soubermos isso, talvez possamos dar alguma ajuda.

Aurélio

11:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

2014
EUCLIDES
Instrumentos e métodos

de resolução de problemas de construção